Como escolher seu aparelho auditivo

Para muitas pessoas recém diagnosticadas com perda da audição, um dos principais desafios é saber como escolher o aparelho certo para sua necessidade.. A tecnologia  evoluiu tanto nos últimos anos que opção é o que não falta no mercado.

Porém, como saber exatamente qual é o melhor para você? Para lhe ajudar a responder essa e outras possíveis dúvidas que você tenha, nossa equipe separou as principais dicas de como escolher seu aparelho auditivo!

Modelos de Aparelhos

O primeiro passo, antes de ir atrás de um aparelho auditivo é fazer uma consulta com o seu fonoaudiólogo. Ele irá diagnosticar se realmente houve uma perda de audição e qual o grau. A partir disso, o fonoaudiólogo também irá lhe indicar o modelo adequado para sua perda auditiva entre essas opções:

  • Microcanal (CIC): é o menor aparelho em questão de tamanho, sendo o mais discreto e quase imperceptível, ele é colocado dentro do conduto auditivo.  Normalmente recomendado para pessoas com perda auditiva de  grau leve a moderado.

  • Intracanal (ITC): esse aparelho já um pouco maior, mas continua sendo bem discreto, também colocado dentro do conduto auditivo. Recomendado para pessoas que tenham perda auditiva de leve a moderadamente severa.

  • Retroauricular (BTE): modelo externo, posicionado atrás da orelha, ele transmite o som através de um tubo fino com molde. Esse modelo tem diversos tamanhos, variando assim a sua potência. Quanto maior for, mais potente ele é. Por conta disso, ele é recomendado para todos os graus de perda auditiva, principalmente  perdas perdas severas e profundas.

  • Receptor no Canal (RIC): assim como o BTE, esse é um modelo de aparelho auditivo externo que leva o som através de um tubo fino, onde seus receptores ficam dentro do canal auditivo. Dessa maneira, esse aparelho consegue ter um tamanho menor, sendo bem discreto  e  potente. Também é recomendado para todos os graus de perda auditiva.

Como já comentamos, o seu fonoaudiólogo será a melhor profissional  para indicar qual desses modelos é o adequado para o seu grau de perda auditiva. No entanto, quando chegamos nas lojas a decisão não para por ai.

Como escolher seu aparelho auditivo

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os modelos de  aparelhos auditivos é chegada a hora de escolher o seu. Para ajudar, nossa equipe separou 5 dicas de como você pode fazer isso sem erro:

1. Avalie qual combina mais com o seu estilo de vida

Em primeiro lugar o aparelho auditivo deve ser seu aliado e não mais um problema na sua rotina. Por isso, é muito importante que você escolha aquele que mais se adapta a sua realidade. Por exemplo, se você frequenta muitos lugares com ruídos, é importante compartilhar isso com o seu fonoaudiólogo para que ele indique corretamente o modelo.

2. Converse com outras pessoas e com o médico

O  fonoaudiólogo será o profissional mais capacitado  para orientá-lo  quanto ao modelo e marca de aparelho auditivo que atenderá  as  suas necessidades , tenha-o  como um amigo nesse processo, pois ele irá acompanhar todo seu período de adaptação.

Além do seu médico, também recomendamos que você converse com outras pessoas usuárias de aparelhos auditivos. Elas poderão indicar todos os pontos positivos e relatarem suas experiências.

3. Escolha e pesquise onde comprar

É importante escolher uma loja que você confie e que tenha condições de pagamentos que caibam no seu bolso.  Faça uma lista relacionando marcas, modelos , assistência pós venda, garantia do aparelho, acompanhamento para ajustes e avalie o que é melhor para você.

4. Reconheça e valorize o atendimento

Um erro muito comum na hora de comprar um aparelho auditivo é avaliarmos somente o preço do produto. Claro que essa informação é importante para a tomada de decisão, mas ela não pode ser a única.

Procure comprar em locais que ofereçam suporte e no qual você se sinta bem atendido. Afinal, esse é um período de adaptação a uma nova realidade e pode ser que você precise voltar várias vezes naquele lugar.

5. Comprometa-se

Como comentamos, esse é um período de adaptação e é muito importante que você se comprometa para alcançar resultados. É muito comum que os pacientes deixem de usar o aparelho durante essa fase de adaptação.

O principal motivo é a quebra de expectativa. Muitas pessoas pensam que o aparelho irá curar sua perda auditiva e não é bem assim.

 O aparelho auditivo  ajuda a amplificar o som, melhorando sua compreensão e oferecendo maior qualidade de vida.  A estimulação para o bom funcionamento do ouvido faz com que o  seu problema não se agrave, mas isso não acontece da noite para o dia, sendo  muito importante que você continue usando seu aparelho regularmente.

Ainda está com dúvidas?

Viu como  escolher seu aparelho auditivo não é complicado? Basta estar cercado dos profissionais certos que tudo ficará bem. Na Ouvisom, buscamos melhorar a qualidade de vida dos nossos clientes proporcionando aparelhos auditivos de qualidade e suporte com profissionais capacitados  para todas as etapas desse processo.

Conheça mais sobre a Ouvisom aqui!



Nosso conteúdo te ajudou? Continue acompanhando nosso blog!