DICAS PARA ESCOLHA DO APARELHO AUDITIVO

Conviver com algum tipo de deficiência auditiva é sempre muito incômodo. Mesmo que algumas pessoas os julguem desconfortáveis, os aparelhos auditivos podem ser facilmente adaptáveis quando bem escolhidos, trazendo mais qualidade de vida e integração ao convívio social para quem o utiliza. Para quem precisa enfrentar este problema, deve ficar atento com a variedade de marcas e modelos existentes.

Quando não temos ainda a experiência de usar aparelhos auditivos, porque é a nossa primeira vez usando, imaginamos que é tudo igual ou que não tem detalhes a serem pensados para que o aparelho nos sirva corretamente, atendendo às necessidades pessoais.

Cada aparelho auditivo é diferente para cada pessoa e sua situação.

QUAIS OS TIPOS DE APARELHOS AUDITIVOS?

Antes de mais nada, é importante sabermos quais os tipos de aparelhos existem e como cada um deles nos ajuda.

Microcanal – É um aparelho menor, mais discreto e serve para quem tem perda auditiva inicial ou moderada. É muito recomendado para quem tem canal auditivo largo.

Retroauricular – É um aparelho que fica posicionado atrás da orelha. Ele transmite o som por uma fina mangueira que se posiciona na entrada do ouvido. Mudam de tamanhos e frequências: quanto maior o aparelho, mais ele serve para pessoas com perdas variadas de audição.

Intracanal – Fica no canal auditivo, tem botão para mudança de canal e volume e também é discreto.

Receptor no Canal – Os receptores ficam dentro do canal auditivo, o aparelho é uma versão menor que o retroauricular, mas que permite mudar mais canais e focos, sendo o mais indicado para pessoas com mais perdas auditivas.



Nosso conteúdo te ajudou? Continue acompanhando nosso blog!